Coopers Sparkling Ale

Guia Runge - Coopers Sparkling Ale
Acho que a Coopers é uma das mais tradicionais cervejarias australianas. Fundada por Thomas Cooper em 1862, continua uma empresa familiar até hoje. Interessante, pois, apesar de esse rótulo ter a mesma receita desde a fundação da cervejaria, de tradicional a Sparkling Ale não tem nada.

Análise Visual

Não a coloquei toda no copo de uma só vez, o que impediu um pouco dos clássicos sedimentos presentes nas cervejas da Coopers. Se vertida por completo, ela fica bem opaca, perdendo essa aparência da foto. Devo dizer que também não segui o ritual de abertura de "girá-la gentilmente de um lado para o outro" antes de abrir.

Análise Olfativa

Com um aroma bem frutado, lembrou-me espumante e levemente maçã. A enorme carbonatação, que lhe confere a alcunha de "sparkling", também ajuda muito nessa correlação. Inicialmente, não me agradou, pois tive horríveis lembranças daquela velha cidra barata de fim de ano... também não sou fã de espumantes em geral. Todos me parecem exageradamente doces e... frescos. Mas despi-me dos meus preconceitos de lupulomaníaco e bebi.

Análise Gustativa

O sabor é quase tão frutado quanto o aroma e levemente cítrico. Aliado à sensação causada pelas bolinhas da carbonatação, lembrou-me ainda mais um espumante, só que razoavelmente gostoso. O malte aparece com mais evidência no retrogosto, que não é muito duradouro.

Análise Final

Com 5,8% de álcool, é uma bebida perigosa. Nas preconceituosas palavras da minha senhora (ainda mais se considerarmos que ela é fã de Imperial IPA): "é bebida para embebedar mulher". Bem, para finalizar, deixo as palavras da própria Coopers sobre quando beber essa cerveja: "sem pressa, com cuidado e com um aceno quase imperceptível para aqueles que conhecem".

Avaliação Guia Runge:

Cervejaria: Coopers
Estilo: Specialty Beer
Preço:  R$ 18,00
Visual (1 a 5):  3
Aroma (1 a 10): 6
Sabor (1 a 20):  10
Sensação (1 a 5): 4
Conjunto (1 a 10): 6
Nota Final (0,5 a 5): 2,9
Teor Alcoólico:  5,8% ABV
Temperatura ideal para consumo: 2º a 4ºC
Harmonização:  pratos leves em geral, como uma Salada Waldorf durante as festas de fim de ano.

Guia Runge - Salada Waldorf
Análise realizada por Victor Carvalho - "Jurista por imposição, cozinheiro por teimosia e apreciador de boas cervejas por pura paixão."


Posts Recentes

Últimos Comentários

Guia Runge no Facebook

  © GUIA RUNGE - Todos os Direitos Reservados