Dragon Sushi Bar


O Dragon Sushi Bar se auto denomina "Uma casa moderna que mistura Arte, Música e Culinária Oriental" - uma ideia muito boa a principio, mas que infelizmente esbarra em pontos chaves básicos, como poderão comprovar durante a análise.
Ao chegarmos ao restaurante a primeira coisa que notamos é a falta do serviço de vallet - cabe ao cliente procurar alguma vaga na rua ou em estacionamentos no outro quarteirão para estacionar.
Resolvida a questão do estacionamento, o que nos chamou bastante a atenção na porta de entrada foi a baixa qualidade da música ao vivo que estava tocando, por esse motivo, escolhemos uma mesa no ambiente interno, mas mesmo assim nossos ouvidos eram constantemente incomodados pelo "barulho" vindo de fora.
Como acontece em todos os restaurantes da região, os pratos são servidos no sistema à la carte ou rodízio. Pelo rodízio oferecer todos os pratos do cardápio, sem limitações e com a sobremesa inclusa, se torna muito mais atrativa a sua escolha.

Em poucos minutos recebemos a entradinha de pepinos em conserva com gergelim:

Guia Runge - Entradinha de Pepinos do Dragon Sushi Bar
Na sequência foram pedidos alguns temakis, entre eles, o Spicy Mexicano, que leva salmão batido, doritos e pimenta - infelizmente ele estava murcho, provavelmente pelo tempo que levou entre ser preparado e servido, além de estar com pouquíssimo recheio.
Guia Runge - Temaki Spicy Mexicano do Dragon Sushi Bar
Os shimejis vieram secos e como são servidos nas chapas, em pouco tempo já estavam queimados.
Guia Runge - Porções de Shimeji do Dragon Sushi Bar
Os Harumakis (rolinhos primavera) vieram sortidos, sendo dois deles de legumes e um de queijo.
A porção de Guiozá foi servida com um terrível molho que mais parecia shoyu com água. Pra piorar ainda mais a experiência, eles estavam gelados!!!

Guia Runge - Guioza e Harumaki do Dragon Sushi Bar
Sem a possibilidade de escolha, o cliente vai sendo servido com aquilo que é liberado na cozinha, por esse motivo é comum servirem diversas vezes o mesmo prato enquanto o cliente espera pelo que ainda não provou.

Depois de muitas tentativas, conseguimos chamar o garçom para dizer como queríamos o combinado, mas ele já estava com o nosso prato em mãos:

Guia Runge - Combinado do Dragon Sushi Bar
Nos chamou a atenção a coloração apática do salmão tanto no sashimi quanto no grelhado.

Mas o que nos deixou mais desapontados na análise foi o tempo que levou para ser servida a sobremesa - superior a 30 minutos. Nesse ínterim, quando finalmente conseguíamos a atenção de um garçom e perguntávamos a respeito, ele fazia cara de paisagem e perguntava: - Nossa! Ainda não veio? E rapidamente vai para outra mesa provavelmente fazer algo mais importante. Pra piorar, adivinha o que aconteceu quando finalmente chegaram as sobremesas? Veio faltando uma!

Em suma, a casa tenta apresentar um novo conceito, porém não consegue fazer sequer o básico, ficando evidente o mal gerenciamento e treinamento dos profissionais que ali trabalham. A falta de opções na escolha dos pratos dá a sensação ao cliente de que se está fazendo um favor em comer o que lhe é servido.
Em nossa opinião, a casa deve urgentemente rever seus conceitos e sua logística, investir em qualificação e reformular a maneira como vê seus clientes.

Avaliação do Guia Runge (0-5 pontos):
Comida: 1
Ambiente: 1
Serviço: 1
Custo: $$
Estacionamento: na rua
Endereço: Rua Padre Manoel de Paiva, 31 – Bairro Jardim – Santo André - SP - Tel: (11) 4901-6969

Exibir mapa ampliado

Posts Recentes

Últimos Comentários

Guia Runge no Facebook

  © GUIA RUNGE - Todos os Direitos Reservados